Blog

imagem de um diploma e cima da mesa junto de um livro e um chapéu de formatura

Certificados e Diplomas de cursos EAD são reconhecidos pelo mercado?

21/07/2021

O Ensino a Distância (EAD), ainda levanta curiosidades e muitas dúvidas, não são todas as pessoas que sabem exatamente do que se trata e como funciona o método de ensino, mesmo assim, apesar do desconhecimento e da desconfiança, vem ocorrendo um grande avanço da EAD no Brasil, tanto tecnológico quanto de abrangência.
Outra dúvida constante de pessoas que pretendem ingressar em um curso técnico é se diplomas e certificados são de fato reconhecidos pelo mercado de trabalho. A resposta é sim. Mas para que não traga dores de cabeça no futuro, é importante que antes de iniciar os estudos, o aluno procure saber se a instituição tem uma boa avaliação e se atende às exigências estipuladas pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Secretaria de Educação do seu Estado.

Os diplomas de cursos técnicos somente serão validados se tiverem um reconhecimento prévio da Secretaria de Educação do Estado onde a Instituição de Ensino está localizada, caso contrário o aluno pode enfrentar sérios problemas lá na frente com o mercado.

Mas se tiver esses pequenos cuidados podem ficar tranquilo e invista sim em um curso técnico, pois ele garantirá grandes qualificações profissionais para conseguir um emprego. A competitividade no mercado de trabalho está ficando cada vez maior e as empresas também estão escassas de pessoas com um bom conhecimento técnico especializado.  Então essa é a chance de garantir o seu lugar.

 

Como conseguir um diploma de conclusão de curso técnico

O aluno tem direito a um diploma se ele escolher fazer um dos cursos disponíveis em escola técnica que são reconhecidos pelo Ministério da Educação e pela Secretaria de Educação do Estado. Esses cursos geralmente duram em média de 18 a 24 meses. Após concluir toda a grade curricular e atingir a média para a aprovação, o aluno já terá o direito de pegar o seu diploma do curso técnico.

 

O diploma EAD tem a mesma validade do presencial?

É importante destacar que o diploma de curso técnico não sai com um carimbo ou observação apontando que o aluno se formou em EAD, o mesmo vale para outros documentos que comprovam a conclusão do curso, como histórico escolar, certificado provisório ou declaração de conclusão.

Os motivos que levam um estudante optar por um curso EAD são vários: comodidade de estudar em casa, flexibilidade de horários e mensalidades mais acessíveis estão entre eles.

Um curso a distância exige tanta dedicação do aluno quanto um curso presencial, a principal diferença é a flexibilidade proporcionada pelo método de ensino.

Além disso, as escolas EAD são avaliadas pelo MEC seguindo os mesmos critérios e com o mesmo rigor dos cursos presenciais.

O Ministério da Educação tem um portal de consulta gratuita, onde é possível fazer uma busca completa por todos os cursos e escolas reconhecidas. Nessa plataforma, o aluno consegue fazer uma pesquisa por estado, cidade e todas as escolas que oferecem cursos técnicos, lá é possível ver a real situação que se encontra todos os cursos técnicos disponíveis.

Como saber se os cursos EAD são reconhecidos pelo MEC e a SEED do Paraná, você pode acessar:

 

https://sistec.mec.gov.br/consultapublicaunidadeensino

 

http://www.consultaescolas.pr.gov.br/consultaescolas-java/pages/templates/initial2.jsf?windowId=82a&codigoMunicipio=690&codigoEstab=12906

 

Como o mercado de trabalho enxerga os cursos EAD?

Podemos dizer que há alguns anos atrás os recrutadores tinham receio de contratar pessoas que estudaram no modelo EAD. Mas não tem mais isso atualmente, até porque muitos alunos tem uma rotina pesada de cuidar de várias tarefas do dia a dia, como casa, família, trabalho e ainda querem continuar os estudos, já que o mercado tem ficado cada vez mais exigente.

Além disso, depois da pandemia da Covid-19, onde pessoas que queriam estudar foram obrigadas a optar pelos cursos a distância e também os próprios cursos presenciais tiveram que se readaptar ao modelo remoto.

Muitas vezes um profissional com curso técnico tem muito mais chances no mercado de trabalho do que aqueles que optam por um curso profissionalizante.

  

Leia também:
>>> Como é um curso EAD de refrigeração comercial?

 

Existe diferença entre certificado e diploma?

Talvez você não saiba, mas existem diferenças entre ambas as certificações, elas possuem focos distintos. Quando uma pessoa participa e algum curso ou atividade profissional, sempre é disponibilizado um documento quando o aluno conclui todas as etapas, o que vai definir se será emitido um diploma ou certificado, é o tipo de formação que esse aluno fez.

Ressaltamos que todos os dois tipos de certificações são necessários e importantes para comprovar suas qualificações como profissional.

 

O Diploma

Esse é um documento oficial reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Para emitir um diploma, a escola, faculdade ou universidade também deve ser reconhecida pelo órgão, assim como todos os outros cursos oferecidos pela instituição.

Os alunos com diploma podem exercer sua profissão em qualquer lugar do Brasil.

O diploma pode ajudar a entrar em cargos com salários melhores, devido à força e o reconhecimento que ele tem perante o mercado de trabalho.

 

O certificado

Esse também é um documento importante, mas é bem diferente do diploma. O certificado pode ser feito pela própria instituição de ensino e não precisa de nenhum órgão.

Outra grande diferença é o tempo de conclusão do curso, geralmente os cursos técnicos que emitem diploma podem levar de um ano e meio a dois anos para conclusão, já para emitir o certificado, basta alguns dias ou até mesmo horas.

 

Curso técnico em refrigeração e climatização

Esse profissional trabalha na instalação e manutenção de equipamentos de climatização de ambientes. Ele fica responsável por desenvolver projetos de instalação de ar condicionado e sistemas de refrigeração. Além disso, ele realiza a manutenção preditiva, preventiva e corretiva desses materiais, tudo seguindo direitinho as especificações de legislação e normas técnicas dos segmentos de meio ambiente, saúde e segurança no trabalho. Ele também recebe autorização para elaborar e executar o PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) de sistemas de climatização.  O técnico em refrigeração e climatização ainda tem grandes chances de empregabilidade e um bom salário no mercado de trabalho. As indústrias e comércios são os principais empregadores dessa profissão, destaque para os setores de alimentos, bebidas e remédios. 

Agora que já esclareceu algumas dúvidas, entre em contato, pois temos a certeza que você encontrará aqui o melhor curso para o seu desenvolvimento profissional.

 

Leia também:
>>> Cursos técnicos: descubra as vantagens e alavanque sua carreira!

>>> Quais profissões vão estar em alta na pós-pandemia?